Conteúdo de vídeo nos websites: sim ou não?

Os vídeos são um conteúdo cada vez mais relevante no contexto digital atual.

Maria Cunha
Nov 20 • 3 min leitura

Tendo em conta o crescimento exponencial na utilização deste tipo de formato nos últimos anos, o conteúdo de vídeo tem ganho uma importância e relevância muito fortes. Os números também falam por si…de acordo com um estudo da Responsive Inbound Marketing, o vídeo é o “conteúdo rei” nos dias que correm, como acreditam 83% dos marketers.

No segmento B2B, ou “D2B” – Direct to Business – como já começamos a ouvir, 59% dos decision makers preferem ver um vídeo do que ler um texto. Neste sentido, o conteúdo de vídeo faz mesmo toda a diferença na forma como consegue comunicar com os utilizadores nos sites de forma mais eficiente, já que os vídeos permitem transmitir mensagens mais claras e próximas, através de imagens e animações cativantes que de facto “prendem” a atenção de quem se cruza com este formato de comunicação.

Ao utilizar vídeos, os sites vêm inclusive os níveis de engagement a aumentar e o tempo de permanência dos utilizadores torna-se mais longo e eficaz, permitindo aos sites ganhar relevância e ranking nos motores de pesquisa. Apesar de tudo, é um formato que necessita, à semelhança de todos os outros, de ter um bom título e um breve descritivo pois o Google, por exemplo, não lê o conteúdo dentro do vídeo.

Por fim, de referir também que estamos perante um tipo de conteúdo bastante mais shareable quando comparado com um texto longo e boring que não nos apetece perder tempo a ler, quanto mais a partilhar…e todos nós sabemos o poder que o ato de partilhar tem no contexto atual de qualquer segmento de negócio.

Em resumo, deixo-vos 3 principais vantagens a ter em consideração no momento de ponderar desenvolver conteúdos de vídeo, especialmente para websites:

  1. Os utilizadores dão mais atenção ao conteúdo, já que aumenta o interesse e interiorização das mensagens. Assim, os vídeos permitem aumentar os níveis de conversão e engagement, e consequentemente os tempos de permanência nos sites dando-lhes mais relevância e optimizando o seu SEO de forma orgânica;

  2. São conteúdos muito mais shareable e permitem aumentar os níveis de partilha e consequentemente trazer novas visualizações orgânicas não só aos vídeos, como aos próprios sites;

  3. Com a evolução das tecnologias, o desenvolvimento de vídeos está ao alcance de todos e pode-se optar por uma grande variedade de formatos mediante diferentes níveis de investimento, de acordo com as possibilidades e estratégias de marketing e comunicação de cada negócio.

E sim…já estou a preparar um dos meus próximos artigos para o Blog no formato de vídeo :)

Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.