Landing Page 101

Antes de termos o nosso website pronto, precisamos de uma plataforma para converter visitas e muitas vezes recolher feedback antes do lançamento da nossa marca no mundo digital. O que é uma landing page e quais são as diferenças entre um website e a landing?

Inês Victorino
Nov 23 • 4 min leitura
Landing Page 101

Como o nome indica, é onde “aterramos”, quando viajamos vamos de um aeroporto para o outro para posteriormente visitarmos o destino que tanto queremos conhecer. A landing page é o nosso aeroporto antes da cidade, que é o website. É um ponto de chegada onde podemos ter uma apresentação breve da marca, explicamos como funcionará e convertemos ou separamos os “viajantes” para visitarem o destino em breve. Enquanto uma homepage precisa de ter tudo para todos os visitantes, as lading pages podem ter funções e requisitos muito específicos para cada target.

Existem vários tipos de landing pages, aqui ficam dois exemplos:

  • Landing Page 1 - uma breve página erguida para apresentar a sua marca.
    Nesta opção geralmente ainda não existe um website principal, mas já existe a vontade de promover o projeto (sem querer revelar demasiado) e obter feedback do público e encontrar potenciais interessados.
  • Landing Page 2 - uma página “separada” do seu site, que pode ter ou não o mesmo “look & feel”, orientada a um target específico e criada com o objetivo de converter, vender ou promover um produto, serviço, evento ou campanha específica. 
    Nesta opção geralmente há um objetivo muito bem definido, como por exemplo o website de um restaurante que pretende promover o novo lançamento de um serviço de take-away com menu disponível, integração com whatsAPP, formulário de pedido e reservas. Neste caso é importante ter um www específico para poder divulgar e promover rapidamente esta landing nas redes sociais e outros.

Quais são as principais características de uma landing page?

  1. Navegação principal – Geralmente é removida a navegação principal (menus de topo) obrigando o utilizador a navegar pela página inteira com scroll. Se for simples e curta a viagem acaba com o utilizador a executar a ação desejada nessa página sem distrações, apenas call-to-actions para, por exemplo, um formulário de contacto.
  2. Simplicidade – Esta é a palavra de ordem numa landing. Ao contrário do que é esperado pelo visitante, por vezes pensamos que podemos colocar tudo o que queremos nesta landing page e ter um scroll “infinito”, mas na avaliação global isto não beneficia a página. Para simplificar basta a reduzir o número de elementos de design, menos textos, incluir mais espaço negativo, e certificar de que a página inclua poucas ofertas ou calls to actions para não confundir a navegação.
  3. Formulários simples para o target - Em geral quanto mais longo for o formulário de inscrição menor será a taxa de conversão. É uma boa ideia incluir apenas as perguntas para as quais realmente precisamos de uma resposta. Simplificar o formulário para que o utilizador possa perder o menos tempo possível.
  4. Poucos textos - As pessoas têm períodos curtos de atenção. Isso significa que o conteúdo que lhes fornecemos tem de ser objetivo e fácil de ler. Não é que as pessoas não leiam textos longos, mas precisam de ser capazes de encontrar rapidamente as partes que respondem às suas perguntas. Uma boa prática será usar listas com marcadores e numeradas, manter os parágrafos curtos e não ter medo de usar texto em negrito ou itálico para destacar palavras-chave específicas.
  5. Repetição dos call to action - Esta é uma das partes mais importantes de qualquer landing page: certifique-se de que o call to action apareça mais de uma vez.  Deseja alcançar as pessoas quando elas decidem inscrever-se ou comprar. Se for necessário muito scroll para procurar um call to action, pode perder os utilizadores. Não torne sua página de destino difícil para o seu visitante usar.
  6. Cativar - Como sabemos, captar a atenção do utilizador passa por criar uma ligação rápida, mas duradora. Arrisque imagens fortes e cores intensas, arrisque várias páginas diferentes para cada target e veja o que melhor resulta para si e para o seu negócio.

Será que o seu próximo projeto precisa de uma landing page? Talvez seja altura de reavaliar os seus utilizadores e criar diferentes landings para cada target. Todos os sites já existentes podem precisar de uma nova abordagem para novos produtos ou até para testar novos produtos e serviços ainda em fase protótipo – esta divisão permite avaliar muito mais parâmetros para novos mercados e targets.

Se este artigo lhe interessou, veja também este: “One page site e um multi page site?”  que pode interessa-lhe!

Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.